Grêmio está perto de anunciar novo atacante uruguaio

Depois de anunciar Michel e ver Kayke desembarcar em Porto Alegre para exames médicos, o Grêmio está próximo de fechar com mais um reforço. A negociação com Gabriel Fernández, do Racing-URU, pode ser concretizada nos próximos dias. O uruguaio de 22 anos é visto como um jogador de força física, mas ainda assim com mobilidade, e vira alternativa para mudar o estilo do ataque tricolor.

Assim como Kayke, El Toro, como é chamado no Uruguai, também é um jogador a atuar mais centralizado no ataque e com características de força física e enfrentamento com os zagueiros. Não desiste das jogadas e briga pela bola até o último instante.
– É um jogador muito forte. O apelido dele é Torito por isso, luta muito no ataque, como centroavante. É um cara que briga por todas as bolas, vai bem por cima, mas não só pela força, e não fica estático. Quando está complicado e a bola não chega, ele vai buscar, ele batalha mais atrás, até pelas pontas – analisa o jornalista Javier da Cunha, da Rádio Universal, de Montevidéu.

Grêmio vai atrás de atacante brasileiro do Wolfsburg

O Grêmio observa atento às investidas do Santos em Bruno Henrique, meia-atacante que despontou no Goiás no Brasileirão 2015 e logo se mudou para o Wolfsburg. O clube gaúcho teria consultado os alemães sobre um possível empréstimo. Ouviu que há interesse apenas na venda, por 2,8 milhões de euros. Bruno Henrique atuou em apenas uma partida como titular na atual temporada na Bundesliga. Em outras seis, entrou no decorrer. Ainda não marcou gols.

Alvo do São Paulo, atacante paraguaio entra na mira do Grêmio

O Grêmio segue no mercado em busca de reforços para seu ataque. Depois dos nomes do paraguaio Cecílio Domínguez, do Cerro Porteño, dos argentinos Jonathan Calleri, do West Ham, e Nicolás Blandi, do San Lorenzo, e do uruguaio Gabriel Fernández, do Racing de Montevidéu, um novo jogador passa a ser analisado pelo pentacampeão da Copa do Brasil, o também paraguaio Cristian Colmán, 22 anos, do Nacional, do Paraguai.

Autor de 11 gols em 31 jogos na temporada passada, Colmán também é desejado pelo São Paulo, que em dezembro ofereceu US$ 1,1 milhão (R$ 3,6 milhões) por 50% dos direitos econômicos do atacante. Segundo o vice-presidente de futebol gremista, Odorico Roman, “Ele é um dos jogadores que estamos analisando”.

11 motivos para o torcedor colorado comemorar a vaga para a Série B

1. Domingão

dsds

Como as rodadas são sexta, sábado, segundas e terças, vai rolar de ter os domingos livres para passear no shopping com a família, dar uma volta…

2. Cinema mais em conta

zxzx

 O cinema é mais barato na quarta-feira, quando não teremos jogos do Colorado.

3. Fim de semana mais relaxado

qwqw

Sexta-feira tem jogo para dar aquela relaxada, fazer aquele churrasco e começar bem o final de semana.

4. Favoritismo

Fluminense v Internacional - Brasileirao Series A 2016

Nada de “Taça Sétimo Lugar” mais. Finalmente o Inter entrará como favorito de verdade para conquistar o Campeonato Brasileiro sem iludir sua torcida.

5. Momento nobre de reflexão

xzxz

 Rever a frase “Time Grande não cai” e o apelido “Segundinos”. Sempre bom passar por uma limpeza espiritual.

6. Viagens menos desgastantes…

erere

A delegação colorada precisará viajar menos, pois terá jogos em Pelotas, Caxias, Florianópolis, Joinville, Criciúma. Tudo perto.

7. Relembrar velhas amizades

eerer

 Reencontro com velhos amigos, como o Paysandu, sempre dá um ar de nostalgia…

8. Conhecer novos amigos

sdads

 Criar novas rivalidades como CRB, Luverdense, Oeste, Náutico…

9. Pacote Premiere mais barato…

Ssdsd

La-la-iá! La-la-iá! Lai-a-lai-á!

10. Boa oportunidade de fazer jogos históricos

qwqw

 Terá a chance de fazer sua própria “Batalha dos Aflitos”, imagina que emocionante?

11. Semana sempre começando bem

Gremio v Botafogo - Series A 2016

E o melhor e mais animador de tudo: vai começar todas as semanas de 2017 com um amistoso “Boa Segunda” dos amigos tricolores, que jamais te esquecerão!

Por 90 min

Grêmio deve disputar quadrangular com campeões da Libertadores em janeiro

Visando à preparação para a temporada de 2017, o Grêmio terá compromissos desafiadores já em janeiro para encaixar as peças do plantel a ser formado. Isso porque, segundo o site ​Marketing Registrado, da Argentina, o Imortal receberá ninguém menos que Olimpia (Paraguai), Peñarol e Nacional (ambos do Uruguai) para um quadrangular amistoso na Arena em Porto Alegre.

Entre o dias 21 e 27 de janeiro, portanto, jogarão quatro dos maiores clubes do continente na casa gremista. Todos eles, vale dizer, ​já campeões e também já confirmados na próxima Copa Libertadores. O evento ainda não está confirmado oficialmente, mas são as altas as chances de se concretizar.

Pela oitava vez na história, Grêmio chega à final da Copa do Brasil

Via Zero Hora

O maior campeão da Copa do Brasil tenta ampliar sua coleção de títulos desta competição. O Grêmio passou pelo Cruzeiro na semifinal e vai decidir contra o Atlético-MG. Pois esta é a oitava vez na história que o Tricolor disputa a taça da competição.

Por enquanto, o Grêmio foi quatro vezes campeão. A primeira vez foi justamente na estreia da Copa do Brasil. Em 1989, o Tricolor bateu o Sport na final. Os demais títulos vieram sobre o Ceará (1994), Flamengo (1997) e Corinthians (2001).

Além destes confrontos, o time tricolor chegou a mais três finais de Copa do Brasil. Acabou derrotado para o Criciúma (1991), Cruzeiro (1993) e Corinthians (1995).

Todas as finais de Copa do Brasil do Grêmio:
— 1989 (campeão)
– Sport 0×0 Grêmio
– Grêmio 2×1 Sport

— 1991 (vice)
– Grêmio 1×1 Criciúma
– Criciúma 0×0 Grêmio

— 1993 (vice)
– Grêmio 0×0 Cruzeiro
– Cruzeiro 2×1 Grêmio

— 1994 (campeão)
– Ceará 0×0 Grêmio
– Grêmio 1×0 Ceará

— 1995 (vice)
– Corinthians 2×1 Grêmo
– Grêmio 0×1 Corinthians

— 1997 (campeão)
– Grêmio 0×0 Flamengo
– Flamengo 2×2 Grêmio

— 2001 (campeão)
– Grêmio 2×2 Corinthians
– Corinthians 1×3 Grêmio

Renato busca terceiro título em quarta final da Copa do Brasil

Via Zero Hora

A classificação à final da Copa do Brasil marca o retorno do Grêmio pela oitava vez à decisão da competição. E também marca a quarta presença de Renato Portaluppi na disputa pelo título. O técnico tricolor tem um histórico positivo na hora de decidir o torneio: nas três finais anteriores – uma como jogador e duas como técnico –, Renato tem dois títulos conquistados.

1990 – Flamengo
Campeão como jogador

A primeira final de Renato foi logo na segunda edição da Copa do Brasil. Defendendo o Flamengo, o então camisa 7 levou o time carioca ao título em 1990. Capitão rubro-negro, em um elenco que tinha Júnior, Zinho, Djalminha, Gaúcho e Marcelinho Carioca – além de Ailton, autor do gol do título brasileiro do Grêmio em 1996 –, Renato anotou um gol na campanha, contra o Náutico, pela semifinal. Ele fez o segundo gol no empate em 2 a 2, no jogo de volta, após o Flamengo ter vencido a ida por 3 a 0. O ponteiro também levou um cartão vermelho, contra o Bahia, pelas quartas de final.

Leia mais:
Jogadores do Grêmio projetam final da Copa do Brasil: “Vamos fazer o impossível pelo título”
Renato comemora classificação: “Dei a ordem: estavam proibidos de decepcionar o nosso torcedor”
VÍDEO: veja como Pedro Ernesto Denardin narrou a classificação do Grêmio à final da Copa do Brasil

2006 – Vasco
Vice-campeão como técnico
Foto: Ver Descrição / Ver Descrição

A carreira de Renato como treinador começou a decolar a partir da sua campanha com o Vasco, em 2006, levando o clube à final da Copa do Brasil. Os cariocas passaram por Botafogo-PB, Iraty-PR, Criciúma, Volta Redonda e Fluminense antes de encarar o Flamengo, na final – em uma curiosa sequência contra três clubes do Rio. Na final, disputada em dois jogos no Maracanã, o Flamengo levou a melhor no clássico, vencendo as partidas por 2 a 0 e 1 a 0. O Vasco tinha como principais destaques o meia Morais e o atacante Edílson.

2007 – Fluminense
Campeão como técnico
Foto: Roberto Scola / Agencia RBS

Um ano depois do vice com o Vasco, Renato ajudou o Fluminense a conquistar seu primeiro título nacional desde o Brasileirão de 1984. O tricolor carioca passou por Adesg-AC, América-RN, Bahia, Atlético-PR e Brasiliense antes da final, contra o Figueirense. O primeiro jogo, no Maracanã, terminou empatado em 1 a 1, mas o Flu buscou o resultado em Florianópolis e foi campeão ao vencer a decisão por 1 a 0, com gol de Roger Machado. O elenco carioca já tinha a base do time que foi vice-campeão da Libertadores do ano seguinte, com destaque para Thiago Silva, Cícero, Thiago Neves e Carlos Alberto – o atacante Rafael Moura também fazia parte do grupo.

Arena abre venda de ingressos para jogo entre Grêmio e Sport

Via Zero Hora

Um dia depois de garantir vaga na final da Copa do Brasil, o Grêmio já está de olho no próximo compromisso: o Sport, na Arena, pela 34ª rodada do Brasileirão. A Arena abriu na manhã desta quinta-feira a venda de ingressos.

A venda já está aberta no site da Arena para sócios. O Sócio Cadeira Superior (quarto anel) poderá assistir à partida das cadeiras Leste, Corners Leste e Sul — poderá comprar até dois ingressos pelo valor de R$ 20 cada.

O público em geral pode comprar os bilhetes a partir das 11h desta sexta-feira pelo site. As bilheterias da Arena serão abertas às 11h de sábado.

O jogo entre Grêmio e Sport será às 20h da próxima segunda-feira.

Essay Editing Strategies Middle School

http://betulum.com/just-how-to-publish-a-two-page-report-in-one/

Jogador expulso em GRExPON quebra tudo no vestiário da Arena

Segundo a Zero Hora:

O atacante Clayson, da Ponte Preta, expulso no primeiro tempo da derrota da equipe paulista na Arena por cotovelada em Edílson, deixou danos na Arena. Ao deixar o gramado, o jogador deu um chute no portão eletrônico que separa a zona mista do campo e danificou três pinos de sustentação no trilho superior.

« Older posts