Para Renato, o grupo do Grêmio superou um “grande adversário”. E fez por merecer a classificação para a final do Mundial.

– É uma semifinal de Mundial, todo detalhe é importantíssimo. A partir amanhã (quarta), começamos a pensar no adversário. Mais uma vez, o grupo honrou em campo. Eles estavam nervosos, tínhamos que jogar futebol. É final de ano, o time está cansado. Mesmo assim, acho que superamos mais um grande adversário – analisou o técnico.

Renato orienta o Grêmio no confronto contra o Pachuca (Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio)

Renato orienta o Grêmio no confronto contra o Pachuca (Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio)

A melhor do time se deu principalmente a partir das alterações do treinador. Everton entrou no lugar de Michel, além de Jael na função de Barrios. E justamente Everton o autor do gol da vitória. Aos quatro minutos da prorrogação, arrancou pelo lado esquerdo, ingressou na área e soltou um potente chute cruzado, indefensável para o goleiro adversário.

Classificado para ao final do Mundial, o Grêmio espera pelo vencedor entre Real Madrid e Al Jazira, que se enfrentam às 15h desta quarta (de Brasília), no Zayed Sports City, em Abu Dhabi. A grande final do Mundial de Clubes ocorre às 15h de sábado, no mesmo local.